Moeda do Chile: Real, dólar ou peso? Saiba TUDO!

Por Silas Payão

Logo depois de comprar as passagens, surgem as dúvidas em relação a moeda do Chile:

Que moeda levar? Comprar aqui ou lá? Comprar a moeda do Chile em dólar ou real?

Nós vamos explicar tudo para você aqui, então pegue seu caderninho e se prepare para fazer as anotações das dicas!

O Chile é um país muito bonito, e particularmente gostamos bastante de toda parte que já percorremos (fizemos toda a parte Norte, de Santiago até San Pedro de Atacama), porém, não é um dos países mais baratos para se visitar na América do Sul.

Mas não precisa entrar em pânico!

Com as dicas que vamos dar aqui, sua viagem pode ser muito melhor e você ainda pode economizar um dinheiro para aproveitar mais os passeios.

A moeda do chile se chama “Peso Chileno”, e temos a sorte de ter o real valorizado perante a ela. De qualquer forma, não é só ir em qualquer lugar para fazer o câmbio, senão você vai perder dinheiro.
Antes de tudo você precisa saber que grande parte dos turistas que vão para o Chile são Brasileiros, e que a cotação varia de setor para setor (no Chile os estados são divididos por setores).

O melhor lugar para você fazer o câmbio do seu dinheiro, é na capital, Santiago.
Os dois extremos do Chile, Patagônia no sul e San Pedro de Atacama no norte são polos turísticos, e por isso, a cotação SEMPRE é pior, portanto, se você for passar pela capital, trate de fazer todo o câmbio, ou a maior parte dele lá!

Ok, agora você já sabe que é melhor comprar a moeda do Chile em Santiago, mas essa é uma cidade enorme, onde realmente vale a pena?

Comprando moeda do Chile em Santiago

Assim como qualquer grande capital, o centro da cidade é divido por ruas específicas para cada coisa, e com o câmbio não seria diferente.
A principal rua para efetuar a troca de moedas é a rua Agustinas, e nela existem infinitas casas de câmbio, e você, paciente que é, deve procurar a com melhor cotação.

No mapa acima já está marcado o local exato onde você deve procurar as casas de câmbio, salve no seu GPS!

Se você não fala espanhol, não se preocupe, nesta rua existem centenas de brasileiros que trabalham por lá e poderão te ajudar a procurar a melhor cotação.
Nesta mesma rua ficam diversas agências de turismo, mas este é assunto para outro post.

Qual moeda levar para o Chile?

Agora que você já sabe o melhor lugar do Chile para se fazer câmbio, surgem outras dúvidas e vamos responder as principais:

Compensa comprar peso chileno no Brasil?

A resposta é simples: Não! Não compensa comprar peso chileno no Brasil pois a cotação nunca vai superar a do próprio Chile.
Dificilmente vai compensar você comprar a moeda de qualquer destino no Brasil, e só recomendamos caso seja extremamente necessário chegar no país já com dinheiro em mãos.

Levar real ou dólar para comprar a moeda do Chile?

Essa pergunta é bastante pertinente e sempre estão com essa dúvida em grupos do Facebook.
Por experiência própria, nós não recomendamos comprar dólar para depois comprar a moeda do chile, e vamos explicar o porquê:
Cada vez que você compra alguma outra moeda, perde valor em cotação, e para fazer esse câmbio real > dólar > peso chileno, você vai estar fazendo câmbio duas vezes. E mesmo que valha a pena, vai ser por algo em torno de $0,002 centavos, ou seja, se você não for comprar milhares e milhares de moda estrangeira, não vale a pena a dor de cabeça.
Além do que, o real é muito bem recebido no Chile, existem lugares que até aceitam o real como moeda.

Como não gostamos só de ficar na teoria, vamos mostrar os dados para provar que fazer o câmbio duas vezes não compensa.

Vamos utilizar como base o real brasileiro e vamos usar o montante de R$100,00 para ilustrar o exemplo.

Seguem os dados da cotação de hoje (18/04/2019):

real x peso x dólar - Qual moeda levar para o Chile

real x peso x dólar – Qual moeda levar para o Chile

$1,00 dólar = $662,22 pesos chilenos
$1,00 real = $0,25 centavos de dólar
$1,00 real = $168,58 pesos chilenos

Fazendo as contas, o resultado é o seguinte:
100 reais valem 16.858 pesos chilenos
100 reais valem 25 dólares
25 dólares valem 16.555 pesos chilenos

Comprando a moeda do chile diretamente com o real você tem o lucro de 303 pesos chilenos perante ao dólar.
Assim fica mais fácil de compreender o porque não recomendamos fazer o câmbio duas vezes.

Agora que você já sabe onde é o melhor lugar para comprar a moeda do Chile e qual a melhor moeda para efetuar a compra, vamos dar algumas dicas muito importantes e que você definitivamente precisa saber para não perder dinheiro.

Dicas para efetuar a compra do Peso Chileno

Como falamos acima, a melhor opção é comprar a moeda chilena no próprio Chile, mas você vai precisar de um pouco de dinheiro chileno para se locomover do aeroporto ou terminal rodoviário até a rua Agustinas, onde vai efetuar o câmbio.
Não precisa ficar nervoso, em ambos os locais, tanto no aeroporto quanto no terminal rodoviário, existem casas de câmbio, mas preste atenção!

Troque o menos possível no aeroporto

Só troque o suficiente para se locomover até a rua Agustinas, ou no máximo troque o dinheiro para passar uma noite no lugar onde for ficar.
Nas casas de câmbio desses lugares, além da cotação ser muito inferior, elas cobram taxas. Nos cobraram US$1,50, fora a cotação muito inferior a de Santiago.

Nós descemos no aeroporto e trocamos somente o necessário para pagar o transfer até o AirBnB que havíamos alugado.
No dia seguinte fomos com calma até a rua Agustinas e aí sim compramos a moeda do Chile.

Fique de olho nas cédulas chilenas

Cédulas do Chile

Cédulas do Chile

Nós não tivemos esse problema, mas lendo relatos na internet vimos que muitas pessoas sofreram com notas falsas, inclusive que pegaram nas casas de câmbio mesmo!
Como não estamos acostumados com as cédulas, temos que prestar a maior quantidade de atenção possível, então segue a principal dica:

As notas de valor menor, de clp 1.000, clp 2.000 e clp 5.000 são de plástico, e as maiores, de clp 10.000 e clp 20.000 são de papel.

 

Como enviar dinheiro para o Chile

Caso você vá fazer uma viagem de longa duração no Chile, não é conveniente e muito menos seguro levar todo o dinheiro em espécie.

Nós, como estamos fazendo um mochilão de longa duração, não podemos andar com todo o dinheiro que temos, e a melhor alternativa que encontramos, depois de muito pesquisar (muito mesmo), foi utilizar o Western Union.
Se você utilizar o aplicativo do celular, você paga somente uma taxa fixa de R$9,90, o que é uma barganha em comparação a outras ferramentas.

Recomendamos, caso você vá fazer isso, utilizar alguma conta em banco digital que não cobre o valor de TED, juntamente com o western union.

Quando seu dinheiro estiver acabando, você transfere do banco para o Western Union e no mesmo dia já pode sacar em algum posto autorizado. E pode ficar tranquilo, existem milhares de pontos que usam o Western Union no mundo todo.

Como sacar dinheiro direto em moeda do Chile

Muitos bancos também oferecem esta opção, de você poder sacar diretamente nos caixas eletrônicos que possuem no Chile, porém, essa é uma opção que não recomendamos.
As taxas nessa forma são gigantescas, podendo chegar até a 20% do valor que você irá sacar.
Nela você paga taxa do seu banco no Brasil, no banco do Chile, e mais o IOF.
Chega a ser ridículo, portanto, evite ao máximo essa opção.

Usar o cartão de crédito no Chile

Esta é uma opção caso você não consiga utilizar nenhuma das opções anteriores, mas fique atento, muitos bancos brasileiros cobram taxas além do IOF, que é obrigatório.
Vale ficar de olho no seu banco e pesquisar bem antes de partir para uma viagem.
Não se esqueça também de liberá-lo para uso no exterior, senão você vai ficar bloqueado e não vai conseguir resolver nos bancos do país de destino.

Aqui vai uma dica excelente para isso:
Depois de muito quebrar a cabeça em relação a isso, tivemos a simples ideia de colocar alguém de confiança como segundo titular na sua conta bancária, assim, caso ocorra algum problema, a pessoa pode ir até o banco e resolver.
Seja desbloquear conta, pedir um segundo cartão, etc.

Utilizar cartão pré-pago no Chile

Esta também é uma opção excelente caso você não queira andar com muito dinheiro em espécie, mas isso tem um custo.
Ela também é uma ótima escolha pois utiliza a cotação do dia que você efetuou a recarga, diferente por exemplo do cartão de crédito, que é atualizada diariamente.
Mas, como nem tudo são flores, você deverá pagar o IOF de 6,38% e infelizmente todos os disponíveis no mercado até o momento só aceitam depósitos em dólar, ou seja, terá o mesmo problema que citamos lá em cima, sobre fazer o câmbio duas vezes.

E você? Sabe de alguma forma melhor de levar dinheiro que não falamos aqui? Deixe nos comentários suas dúvidas e sugestões!

Você também pode gostar disso

Comentar